A Águas do Alto Minho é uma sociedade anónima de capitais públicos criada no âmbito do Decreto-Lei nº 90/2009 de 9 de abril, que veio possibilitar um novo modelo de gestão delegada dos serviços públicos de abastecimento de água e de saneamento, assente numa parceria entre o Estado e as Autarquias Locais.


Este novo modelo de gestão possibilita uma integração territorial dos sistemas municipais no sentido da maximização de economias de escala, bem como a integração dos sistemas de abastecimento público de água e de saneamento de águas residuais urbanas, de forma a prestar um serviço mais fiável, eficaz e de qualidade, através de uma gestão eficiente dos recursos naturais, das infraestruturas e dos serviços de operação e manutenção, promovendo a melhoria da qualidade da água e reduzindo perdas de águas e infiltrações.


O Sistema de Águas da Região do Alto Minho surgiu com a celebração do Contrato de Parceria Pública entre o Estado Português e 7 Municípios da região - Arcos de Valdevez, Caminha, Paredes de Coura, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira -, cobrindo uma área de 1 585 km2. O sistema está dimensionado para fornecer mais de 9 milhões de m3 de água potável por ano a cerca de 100 mil clientes e para recolher e tratar mais de 6 milhões de m3 de água residual por ano produzidos por cerca de 70 mil clientes.


Em sequência, a AdAM assumiu a responsabilidade da exploração e gestão dos sistemas em baixa nestes Municípios.

Área de atuação da AdAM
Figura 1 - Área de atuação da AdAM
Infraestruturas
InfraestruturasAASARTotal

Infraestruturas

AA

SAR

Total

Captações (n.º)

164

--

164

Reservatórios (n.º)

139

--

139

Condutas instaladas (Km)

3 694

1 582

5 276

Estações elevatórias (n.º)

49

180

229

ETAR (n.º)

--

25

25

*AA – Abastecimento de Água
*SAR – Saneamento de Águas Residuais